Ecologia

Ecologia

Introdução à ecologia

Ecologia é a ciência que estuda a inter-relação entre os seres vivos e o meio. Ela compreende os estudos a partir da unidade dos organismos.

 

Os níveis de organização da vida são:

Átomo à Molécula >>> Célula >>> Tecido >>> Órgão >>> Sistema >>> Organismo >>>

População >>> Comunidade >>> Biosfera (Terra).

 

Os seres vivos estudados em ecologia são denominados fator biótico, enquanto o meio (ambiente) é denominado fator abiótico. Os fatores bióticos somados aos fatores abióticos representam um ecossistema. Num ecossistema os seres vivos estão organizados em populações, ou seja, grupo de seres vivos da mesma espécie; já a comunidade representa o conjunto de diferentes populações de seres vivos. Quando falamos de todos os ecossistemas do planeta, estamos nos referindo à biosfera, ou seja, todas as faixas onde se manifesta a vida no planeta.

 

Os seres vivos são divididos em:

- unicelulares ou pluricelulares;

- autótrofos, heterótrofos ou mixotrófos;

- de acordo com sua função no meio:

      - produtores (autótrofos);

      - consumidores primários (heterótrofos herbívoros);

      - consumidores secundários (heterótrofos carnívoros ou onívoros);

      - consumidores terciários (heterótrofos carnívoros ou onívoros);

      - consumidores quaternários (heterótrofos carnívoros ou onívoros);

      - decompositores (heterótrofos saprófitos, saprobiontes, detritívoros ou carniceiros).

 

O meio é dividido em:

- meio terrestre;

- meio aquático.

Os seres vivos precisam se alimentar para sobreviverem, com hábitos peculiares a cada espécie. A relação de alimentação dos seres vivos é dividida em:

            I – Cadeia alimentar: relação unidirecional de alimentação dos seres vivos, em que é analisado somente um padrão de alimentação para cada ser vivo.

            II – Teia alimentar: relação de alimentação em rede, em que são analisadas as opções de alimentação de cada ser vivo.

 

Através dos padrões de alimentação dos seres vivos pode-se analisar a relação entre os seres que compõem uma cadeia alimentar, mediante o estudo das pirâmides alimentares. Cada espécie de ser vivo representada na pirâmide é chamada de nível trófico, logo sempre os seres produtores (autótrofos) constituirão o primeiro nível trófico.

 

As pirâmides alimentares são divididas em:

            I – pirâmide de número de indivíduos: é levado em consideração o número de indivíduos de espécie de cada nível trófico em questão. A unidade para número de indivíduos é a quantidade unitária de cada indivíduo na população estudada.

            II - pirâmide de massa ou biomassa: é levada em consideração a massa dos indivíduos de cada espécie de cada nível trófico em questão. A unidade de massa é em grama (g) ou quilograma (Kg).

            III - pirâmide de energia: é levada em consideração a quantidade de energia que é transferida de um nível trófico para o seguinte referente à cada espécie de cada nível trófico em questão. As pirâmides de energia são as únicas que nunca podem estar invertidas. A unidade de energia é a caloria (cal) ou quilocaloria (kcal).

Aprofunde seus conhecimentos nas seguintes revistas eletrônicas de ciências:

http://www.cienciahoje.org.br/

https://super.abril.com.br/

http://www2.uol.com.br/sciam/

https://www.nature.com/nature/

https://www.nationalgeographic.com/

O material disponível no site está registrado e não pode ser copiado ou reproduzido sem a expressa autorização do autor.  É permitida a utilização dos textos em trabalhos escolares. Lembre-se que algumas das imagens são comercializadas de terceiros e os responsáveis assumirão legalmente pelo seu uso indevido.

Lei de Direitos Autorais Nº 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.

© 2015 por OMNIBIOCIÊNCIA - O melhor conteúdo de Ciências e biologia para estudantes do Ensino Fundamental e Médio.